Empresas incentivadas pelo Governo do Estado vão gerar 550 empregos diretos

O cenário econômico de Alagoas segue avançando. Dessa vez, o Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes) aprovou a concessão de incentivos para três empresas que irão instalar ou ampliar suas unidades fabris em Alagoas. No total, elas investirão aproximadamente R$ 56 milhões com a geração de 550 empregos diretos no estado.

Dentre os processos aprovados está a ampliação da indústria alagoana Copra, com investimento de R$ 40.160 milhões e aumentando para 433 o número de postos de trabalho gerados. A empresa é pioneira no Brasil na produção de óleo de coco extra virgem e possui mais de 94 produtos no mercado, como farinha de coco, óleos, açúcar, manteiga, dentre outros.

As empresas KWA Indústria e Comércio de Metais e Azevedo Soares Indústria e Comércio de Argamassa tiveram a solicitação de incentivos fiscais aprovada, com investimentos de R$ 14.700 milhões e R$ 1.585 milhão, respectivamente. Os benefícios concedidos pelo Governo de Alagoas fazem parte do Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), que, a partir da modernização, passou a oferecer a redução de 92% no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na saída dos produtos industrializados.

“Somos um estado extremamente competitivo e sólido no que diz respeito às políticas de incentivos fiscais. O reflexo disso, tem sido um trabalho eficaz de atração de novos empreendimentos como esses dos mais variados setores, a exemplo das indústrias alimentícias, de argamassa e de metais, o que assegura grande diversificação de investimentos nossa economia e o mais importante: geração de emprego e renda para milhares de alagoanos”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

Além da atração de novas empresas, o Governo do Estado aposta na permanência das indústrias já instaladas em Alagoas, aprovando a extensão dos incentivos para novas linhas de produção, como é o caso das empresas IVC Alimentos, Grupo Solar – segundo maior fabricante do Sistema Coca-Cola no Brasil –,  e Esmalglass do Brasil, que tiveram a extensão e inclusão de produtos aprovadas pelo Conselho.

Redução do QAV

Ainda durante a reunião, o Conedes aprovou a redução da alíquota do ICMS do querosene de aviação para as companhias Azul e Gol, que saem de 12% para 5% e 8%, respectivamente. Em contrapartida, foi o crescimento o crescimento de 18% pela Azul e mais 8% pela Gol na oferta de voos nos próximos doze meses, fortalecendo, assim, a malha aérea alagoana.

Ascom – 21/06/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)