Mãe é presa após dopar filhas de 6 e 9 anos para ir a festa

Uma mulher, de 27 anos, foi presa por tentativa de homicídio depois que duas filhas, de 6 9 anos, quase morreram após terem sido dopadas na terça-feira na cidade de Bezerros, no Agreste pernambucano. Segundo a polícia, a mãe das crianças e uma amiga deram tranquilizante misturado com suco para que as meninas dormissem e elas pudessem ir a uma festa na noite de segunda-feira.

Segundo a delegada Margareth Galdino, a amiga da mãe das crianças deu a sugestão para que o calmante fosse dado. Após tomarem o remédio, as meninas foram deixadas na casa de uma vizinha. Quando a mãe chegou para buscá-las, na manhã desta terça-feira, as duas estavam se sentindo mal. A avó paterna as levou para a Unidade Mista São José, unidade de saúde do município.

— O médico que as atendeu ligou para a delegacia após saber que as crianças tinham tomado o remédio. As meninas estavam passando muito mal e vomitando. Graças ao médico, elas foram salvas. Segundo ele, se não tivessem sido levadas para o hospital, poderiam ir a óbito — frisou a delegada. — A mãe confessou que deu o remédio para as filhas para que pudesse sair à noite. Disse que tinha ido beber, atesta o Extra.

A delegada acionou o Conselho Tutelar da cidade. As meninas estão sob a guarda da avó paterna, que socorreu as crianças. A mãe, que vai reponder por tentativa de homicídio, está em uma audiência de custódia, onde a Justiça vai decidir que responderá o crime em liberdade ou não.

Já a amiga, que teria fugido após a prisão da mãe, se apresentou na delegacia. Ela está em liberdade, mas responderá pelo mesmo crime.

Para a delegada Margareth Galdino, a mãe sabia do risco que as filhas corriam ao dar o remédio e assumiu o risco.

08/08/2018

(Visited 10 times, 1 visits today)