Mais de 300 alunos de Direito assistem à sessão da 1ª Câmara Cível

Os desembargadores integrantes da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) realizaram, na noite desta quarta-feira (12), mais uma sessão itinerante para mostrar, de maneira didática, como funciona o órgão julgador. Mais de 300 alunos do curso de Direito da Uninassau assistiram, no campus da Ponta Verde, ao julgamento de 15 processos por meio do projeto Interagindo com a Comunidade Acadêmica.

Antes de iniciar a sessão, os estudantes conheceram um pouco do Regimento Interno do Tribunal com a palestra da secretária da 1ª Câmara Cível, Margarida Melo, que falou sobre a composição do Tribunal, sustentação oral e os tipos de processos que seriam julgados. A servidora também explicou a importância do projeto.

“O principal objetivo é aproximar os alunos que, geralmente, são muito próximos dos juízes, mas não são próximos do Tribunal. Muitos deles desconhecem a figura e a atuação de um desembargador, como se julga um recurso através de um órgão colegiado”, disse Margarida Melo.

Atualmente composta pelos desembargadores Fábio José Bittencourt de Araújo, presidente do órgão, Tutmés Airan de Albuquerque Melo e Fernando Tourinho de Omena, a 1ª Câmara Cível do TJAL vem realizando julgamentos nas faculdades de Direito de todo o estado há sete anos.

“É a aproximação do Poder Judiciário com a comunidade acadêmica. Os estudantes de Direito têm a oportunidade de ver como ocorrem as sessões do Tribunal de Justiça, principalmente as da 1ª Câmara Cível, aqui onde assistem aulas todos os dias”, disse o desembargador Fábio Bittencourt.

Estudante do 4º período do curso e residente da cidade de Barra de São Miguel, Francisco José da Silva explicou que com sua rotina, dificilmente, conseguiria acompanhar um julgamento de dia na sede do Tribunal.

“Minha vida é muito corrida, trabalho durante o dia e não vou ter tempo para ir às audiências nos fóruns. Então a faculdade fazendo um evento desses, trazendo juízes, desembargadores para fazer um julgamento na própria instituição é muito importante para nós alunos, porque vamos ver na prática mesmo como é realizada a audiência”, disse o estudante.

Além do auditório que comporta 200 pessoas, foram disponibilizadas, pela faculdade, mais duas outras salas com transmissão ao vivo para que nenhum aluno deixasse de assistir à sessão.

Homenagens

Na oportunidade, a faculdade homenageou o desembargador aposentado José Agnaldo de Souza Araújo pelos 58 anos de sua posse como magistrado e sua dedicação à Justiça de Alagoas.

Entre os relevantes serviços prestados pelo desembargador à sociedade, está a criação do Fundo Especial de Modernização do Poder Judiciário (Funjuris), em dezembro de 1996. O Funjuris tem como finalidade assegurar condições materiais a permanentes ações de modernização e de otimização dos serviços judiciais. “É um prazer estar aqui recebendo essa homenagem que me emociona muito”, disse o desembargador, atualmente com 86 anos.

A Uninassau também entregou uma menção honrosa para a servidora Margarida Melo.

Ascom – 13/09/2018

(Visited 2 times, 1 visits today)