Sem Gabigol e Marí, Flamengo inicia pré-temporada com reforços e risco de mais baixas

Depois das férias, o elenco principal do Flamengo se apresenta hoje no Ninho do Urubu sem Gabigol. O jogador está no Brasil, mas os dirigentes rubro-negros Bruno Spindel e Marcos Braz foram até a Itália se reunir com a Inter de Milão para finalizar a compra.

A primeira reunião está prevista para hoje. Flamengo e Inter de Milão precisam se acertar sobre valores e percentual do atleta na negociação. O clube carioca havia oferecido 16 milhões de euros (R$ 73 milhões) por 80% dos direitos.

A Inter de Milão queria 20 milhões de euros (R$ 92 milhões) por 100% dos direitos e ainda 20% em uma futura venda. O impasse se deu nas últimas semanas, após acerto entre Flamengo e Gabigol em relação a salário e tempo de contrato, que vai até o fim de 2024.

Diante disso, foi necessário ir até a Europa para conseguir chegar a um denominador comum que não atrase ainda mais a participação de Gabigol na pré-temporada com Jorge Jesus. O acordo deve ser selado em 18 milhões de euros (R$ 82 milhões), pago de forma parcelada nos próximos anos.

O trunfo do Flamengo é a ausência de propostas vantajosas por Gabigol de outros clubes da Europa. E o fechamento da janela de transferências na próxima sexta-feira, o que não dá muita opção à Inter, que não conta com o atacante.

Jorge Jesus já havia começado o trabalho com os reforços contratados — Pedro Rocha, Gustavo Henrique, Michael, Thiago Maia e Pedro —, e agora os integrará ao grupo campeão do Brasileiro e da Libertadores.

A única baixa definitiva é o zagueiro Pablo Marí, que viajou para a Inglaterra para fechar com o Arsenal. A proposta de 10 milhões de euros foi aceita pelo Flamengo. O que pode facilitar para o desfecho sobre Gabigol. Para repor a perda, a diretoria já tem acordo com Léo Pereira, do Athletico-PR, que aguarda a liberação.

O Flamengo também negocia a venda do volante paraguaio Piris da Motta, que interessa ao América do México. E tenta lucrar também com a saída de Orlando Berrío, que tem propostas do México e do Brasil. Ambos, no entanto, devem se reapresentar.

A preparação do Flamengo começa de olho na Supercopa do Brasil, dia 16 de fevereiro. Até lá, o time titular deve se preparar sem atuar pelo Estadual. O técnico Mauricio Souza deve comandar os jovens da base até na eventual final da Taça Guanabara, que deve ser dia 22. Antes e depois, dias 19 e 26, o Flamengo joga a Recopa Sul-Americana contra o Independente del Valle.

Antes disso, o compromisso em campo durante a semana é contra o Fluminense, na quarta-feira, no Maracanã. A agenda de treinos do grupo que se reapresenta prevê treinamento em período integral nos primeiros dias. O time principal ficará separado dos jovens que disputam o Estadual até que Jorge Jesus assuma tudo.

27/01/2020

(Visited 1 times, 1 visits today)